“Falta mudar a sensibilidade dos que nos têm governado”

Carlos LOpes › Nasceu em Vildemoinhos, em 1947 › Em 1967, foi recrutado pelo Sporting Clube de Portugal e começa a treinar com Mário Moniz Pereira › Ganhou a primeira medalha olímpica para Portugal em atletismo, em 1976 › Venceu a medalha de ouro na Maratona de Los Angeles em 1984 › Mostra fotografia sua em Monte Carlo, Itália, num campeonato de Cross na década de 70
Carlos Lopes nasceu em Vildemoinhos, em 1947. Em 1967, foi recrutado pelo Sporting Clube de Portugal e começa a treinar com Mário Moniz Pereira. Ganhou a primeira medalha olímpica para Portugal em atletismo, em 1976. Venceu a medalha de ouro na Maratona de Los Angeles em 1984. Mostra fotografia sua em Monte Carlo, Itália, num campeonato de Cross na década de 70

Onde é que estava no dia 25 de Abril?

Estava em casa, a preparar-me para mais um treino.

Tomei conhecimento através da minha sogra, que muito aflita me disse: “Não saiam à rua porque há uma revolução.”

Qual foi a sua reação?

A minha reação foi ir treinar para Monsanto, como previsto. Foi onde me apercebi de todo o aparato militar.

Que episódio o marcou mais?

Multidões nas ruas, de cravos na mão, a gritar pela liberdade. Mais um marco histórico.

Qual é a figura que na sua opinião marcou o 25 de Abril?

O capitão Salgueiro Maia. Também realço o major Melo Antunes, o capitão Vasco Lourenço e todos os outros capitães de Abril, que tudo fizeram para termos liberdade.

O que mudou na sua vida pessoal?

Pouco ou nada mudou.

O que de positivo trouxe o 25 de Abril?

A liberdade e a democracia para o povo português. E uma melhoria muito significativa na educação, na saúde e na habitação.

E de negativo?

A ausência de celeridade na justiça, permitindo várias prescrições.

O que falta mudar?

A sensibilidade dos que nos têm governado.

Ainda faz sentido falar nos ideais de Abril?

Os ideais de Abril, sempre.

O que acha quando se diz que Portugal precisa de uma nova revolução?

Um nova revolução, não. Reformas com mais justiça, sim.

Entrevista editada por Bárbara Cruz

Bookmark and Share