O DN de 20 de Abril de 1974

20abr1974O almirante Américo Thomaz abre o Salão de Antiguidades, na Feira Internacional de Lisboa. Durante a visita, o Chefe do Estado “mostrou-se muito interessado pelas peças expostas, algumas verdadeiras preciosidades de alto preço, como mobílias, quadros, porcelanas, tapetes e ainda algumas colecções particulares dos mais variados objectos”.  O Diário de Governo publica a conta provisória do Tesouro que demonstra  “uma gestão equilibrada e flexível”. No Brasil, de novo as cheias a deixar marcas profundas. “Quinze mortos, vinte desaparecidos , 115 000 pessoas sem abrigo” é o balanço oficial das inundações que há uma seamana flagelavam o Nordeste do Brasil. Em França, na campanha das presidenciais, Giscard d’Estaing, candidato de direita, promete “justiça e segurança para todos”.

Por Francisco Mangas

O DN 19 abril 1974

19abril1974 O ministro do Interior, César Moreira Baptisa, dava posse ao novo governador civil do Porto, conselheiro Mário Valente Leal. Um ato e posse “extraordinariamente concorrido”, que contou com a presença de “numerosas individualidades vindas de vários pontos do Norte do País”. No seu discurso, o ministro do Interior afirmava: o País necessita que o Porto, “tão tradicionalmente consciente dos seus direitos, continue a pôr ao serviço da Pátria todas as suas virtudes”. Marcelo Caetano, presidente do Conselho, enviava um telegrama ao Senado Universitário de Luanda a agradecer a atribuição do título de doutor honoris causa, decidido a 6 de março último “pela prioridade que o atual presidente do Conselho deu à instrução no esquema governamental que vem traçando no ultramar”.

Por Francisco Mangas

O DN de 18 de abril de 1974

18abr1974A campanha para as presidenciais francesas começa oficialmente no dia seguinte. O resultado de duas sondagens confirmam que o candidato comum da esquerda, François Mitterrand, ficará em primeiro lugar na primeira volta. No entanto, o Diário de Notícias destaca em título que Giscard d’Estaing aparece à frente de Chaban-Delmas, o outro candidato da área da direita. Em Portugal, a grande notícia é o empréstimo, de “cerca de um milhão de contos”, da Caixa Geral de Depósitos à Petrosul para a construção da refinaria de Sines. Foram outorgantes, em representação da Caixa, o administrador--geral, Motta Veiga, e em representação da Petrosul André Gonçalves Pereira. “A refinaria terá uma capacidade inicial de refinação de dez milhões de toneladas métricas por ano”.

Por Francisco Mangas

O DN de 16 Abril de 1974

16abr1974O Governo de Marcello Caetano anuncia para 1975 a inauguração das barragens de Cabora Bassa e de Massingir, em Moçambique. Nas presidenciais francesas, Christian Fouchet, um dos quatro candidatos gaulistas, retirou-se da corrida eleitoral “oferecendo os votos que pudesse obter” ao candidato oficial gaulista  Chaban-Delmas. “Não serei um fator de divisão. Decidi com determinação, mas não sem alguma emoção retirar a minha candidatura”, disse. Do Cairo surgia uma ameaça: o Egito defrontará militarmente Israel caso aumentem os ataques contra  a Síria e o Líbano. Desde janeiro, o Egito “mantém um cessar-fogo com Israel, mas poderá acabar se Israel continuar as suas escaladas na frente norte”. No Níger, um golpe militar derrubava o presidente Hamam Diori.