“A maior parte dos portugueses estava ávida de mudança”

Ana Salazar nasceu em Lisboa, em 1941. Estilista, é considerada pioneira da moda em Portugal. Em 1978, começou a criar coleções em nome próprio para vender nas lojas em Portugal e também para o estrangeiro. Na foto posa com os funcionários frente à antiga loja Maçã, na Rua do Carmo, na década de 70 (Steven Governo/Global Imagens)

Onde é que estava no 25 de Abril?

Em Lisboa. Apesar de o movimento ter começado de madrugada, só às sete da manhã é que me apercebi de que algo estava a acontecer. Telefonemas, notícias na rádio, agitação nas ruas… Apesar disso, fui para a minha loja a Maçã, que tinha sido inaugurada em 1972 e, como normalmente refiro, foi a revolução antes da revolução, considerando o panorama da moda que se vivia em Portugal nessa altura.

Qual foi a sua reação?

Tive uma boa reação porque me convenci de que a revolução fosse mudar os brandos costumes da cultura conservadora vigente.

Que episódio a marcou mais?

A esperança manifestada nos rostos e nas atitudes, não só dos militares, mas também das pessoas, e que foi mostrada pelos meios de comunicação existentes: semblantes felizes, cheios de um sentimento de mudança. Read more